×

Corrigir

As Mãos da Mulher

Teodoro e Sampaio

Hoje nesta madrugada
Como me outras noites por mais uma vez
Dei uma volta na casa
Olhei o relógio quatro e dezesseis.
Eu estava aborrecido
Por ter dormido , então eu chorei
Sem ela tudo me faltava
Então eu me censurava
E me perguntava onde foi que eu errei.

Eu chorei de novo quando abri a minha gaveta
E encontrei as minhas camisetas
Tão amassadas, todas reviradas,
Nenhuma dobrada, como um homem quer;
Neste momento pensei comigo
Será que é castigo
Se ela voltasse tudo mudaria
E valor eu daria as mãos da mulher.


Veja também



Mais tocadas

Ouvir Teodoro e Sampaio Ouvir