restaurar

Letra - Lendas E Mistérios da Amazônia

Chico Buarque

Nesta avenida colorida A Portela faz seu carnaval Lenda e mistérios da Amazônia Cantamos nesse samba original Dizem que os astros se amaram E não puderam se casar A lua apaixonada chorou tanto Que do seu pranto nasceu o rio e o mar A lua apaixonada chorou tanto Que do seu pranto nasceu o rio e o mar E dizem mais Jaçanã bela como uma flor Certa manhã viu ser proibido seu amor Pois um valente guerreiro por ela se apaixonou Foi sacrificada pela ira do Pajé E na vitória Régia Ela se transformou Quando chegava a primavera A estação das flores Havia uma festa de amores Era tradição das Amazonas Mulheres guerreiras Aquele ambiente de alegria Só terminava ao raiar do dia Os quindo lá lá Os quindo lê lê Olha só quem vem lá É o Saci Pererê Os quindo lá lá Os quindo lê lê Olha só quem vem lá É o Saci Pererê Os quindo lá lá Os quindo lê lê

Todas as informações deste site são postadas inteiramente por seus usuários e seus dados podem conter erros. O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas. Entre em contato conosco caso haja interesse em editar ou excluir alguma informação.

É proibida a reprodução das músicas encontradas em nosso site em quaisquer outros meios, sendo permitida somente a visualização das mesmas (Lei 9610/98). Todas as letras de músicas em nosso site são divulgadas apenas para fins educacionais e são propriedade de seus autores. All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.