restaurar

Uma Canção Desnaturada

Chico Buarque

Compositor:Chico Buarque

Por que cresceste curuminha Assim depressa, estabanada Saíste maquiada dentro do meu vestido Se fosse permitido eu revertia o tempo Pra reviver a tempo de poder Te ver as pernas bambas curuminha Batendo com a moleira Te emporcalhando inteira E eu te negar meu colo Recuperar as noites curuminha Que eu te deixei em claro Ignorar teu choro e só cuidar de mim Deixar-te arder de febre curuminha Cinqüenta graus tossir bater o queixo Vestir-te com desleixo Tratar uma ama-seca Quebrar tua boneca curuminha Raspar o teu cabelo Ir te exibindo pelos botequins Tornar azeite o leite do peito que mirraste No chão que engatinhaste salpicar mil cacos de vidro Pelo cordão perdido te recolher pra sempre R escuridão do ventre curuminha De onde não deverias nunca ter saído.

comentário Deixe seu comentário

Máximo de 140 caracteres

 

Todas as informações deste site são postadas inteiramente por seus usuários e seus dados podem conter erros. O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas. Entre em contato conosco caso haja interesse em editar ou excluir alguma informação.

É proibida a reprodução das músicas encontradas em nosso site em quaisquer outros meios, sendo permitida somente a visualização das mesmas (Lei 9610/98). Todas as letras de músicas em nosso site são divulgadas apenas para fins educacionais e são propriedade de seus autores. All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.