×

Corrigir

Amanhã Eu Vou

Fagner E Zeca Baleiro

Era uma certa vez
Um lago mal assombrado
À noite sempre se ouvia a carimbanda
Cantando assim:

Amanhã eu vou, amanhã eu vou
Amanhã eu vou, amanhã eu vou
Amanhã eu vou, amanhã eu vou
Amanhã eu vou, amanhã eu vou

A carimbanda, ave da noite
Cantava triste lá na taboa
Amanhã eu vou, amanhã eu vou

E Rosabela, linda donzela
Ouviu seu canto e foi pra lagoa
E Rosabela, linda donzela
Ouviu seu canto e foi pra lagoa

A taboa laçou a donzela
Caboclo d´água ela levou
A carimbanda vive cantando
Mas Rosabela nunca mais voltou

Amanhã eu vou, amanhã eu vou
Amanhã eu vou, amanhã eu vou
Amanhã eu vou, amanhã eu vou
Amanhã eu vou, amanhã eu vou




Mais tocadas

Ouvir Fagner E Zeca Baleiro Ouvir