restaurar

Cem Anos De Mestre Bimba

Abadá Capoeira

Já faz cem anos, Que Mestre Bimba nasceu Mas a herança, que ele pra nós deixou Nem mesmo tempo, que passou Pode apagar a sua história, Nas terras em que pisou Foi batuqueiro, e jogou capoeira angola E foi mai tarde criador da regional Menino pobre, Mas com seu destino traçado Acreditando, no valor de tua arte Muita peleja, firmeza e dedicação Salve "Seu Bimba", Manoel do Reis Machado Da capoeira, fez sua filosofia Não só nas rodas, Mas também no dia a dia No ensinou coisas que ninguém sabia Pra nos livrar da maldade e covardia Lá foi-se o tempo, Tempo de uma vida inteira Roça do lobo, é lembrança que ficou Pra seu alunos, Você nunca foi-se embora E o som do gunga, Na regional hoje chora Se a capoeira, pudesse falar Ela ia dizer, obrigado ao mestre Bimba Iê, viva meuDeus Iê, viva meu Mestre/iê,da capoeira Iê, viva "Seu Bimba"/iê, estivador Iê da beira do cais Criador da regional Viva Bahia/Viva o Rio de Janeiro Viva meu Mestre No dia a dia Que me ensinou A malandragem

Todas as informações deste site são postadas inteiramente por seus usuários e seus dados podem conter erros. O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas. Entre em contato conosco caso haja interesse em editar ou excluir alguma informação.

É proibida a reprodução das músicas encontradas em nosso site em quaisquer outros meios, sendo permitida somente a visualização das mesmas (Lei 9610/98). Todas as letras de músicas em nosso site são divulgadas apenas para fins educacionais e são propriedade de seus autores. All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.