restaurar

Homenagem a Zumbi Dos Palmares

Abadá Capoeira

Angola terra dos meus ancestrais, Angola

Angola êêê terra dos meus ancestrais, Angola

De onde veio à capoeira angola

Do toque do berimbau, Angola

E vivia no Quilombo

O valente rei Zumbi

Guerreiro de muitas lutas

Por seu povo sofredor

Foi general de batalha

Sem patente militar

Inteligência e coragem

Não lhe podiam faltar

Ele nasceu no Quilombo

Porém foi aprisionado

Criado por Padre Antônio

Francisco foi batizado

Aprendeu língua de branco

Mas não se subordinou

Dentro dele era mais forte

O seu "eu" de lutador

Fugindo para Palmares

Ganga Zumba o recebeu

O Quilombo estava em festa

Viva Zumbi Ganga o rei

Foi quando tudo mudou

Até vir a traição

Mataram Zumbi guerreiro

Sem nenhuma compaixão

Seu nome será lembrado

Para sempre na história

Força de espírito presente

Não nos saia da memória



Iê, viva meu Deus

Iê, viva Zumbi.

Iê, viva meu Mestre.

Iê, a capoeira.

Iê, viva Deus do céu.

Iê,salve a Bahia.

Todas as informações deste site são postadas inteiramente por seus usuários e seus dados podem conter erros. O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas. Entre em contato conosco caso haja interesse em editar ou excluir alguma informação.

É proibida a reprodução das músicas encontradas em nosso site em quaisquer outros meios, sendo permitida somente a visualização das mesmas (Lei 9610/98). Todas as letras de músicas em nosso site são divulgadas apenas para fins educacionais e são propriedade de seus autores. All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.