restaurar

O Berimbau

Abadá Capoeira

O Berimbau Na roda de capoeira Certa vez silenciou Até parece que isso é coisa do passado Ver um homem ajoelhado Porque seu gunga quebrou Ai que tristeza Como dói no coração Também sofri, chorei É porque eu compreendia É também naquele dia Eu ganhei meu berimbau Perguntei qual o seu nome Ele então me respondeu Eu me chamo capoeira Da pedra de Camafeu Será que meu Deus conhece Que essa tristeza padece Quando eu toco o berimbau Se berimbau não falasse Eu não falava também Não jogava Capoeira E nem gostava de ninguém Mais o meu berimbau fala Fala berimbau, joga capoeira Camafeu está chorando Dizendo dessa maneira Camará Lê viva meu Deus Lê viva meu Deus camará Coro Lê viva meu Mestre Lê viva meu Mestre camará Coro Lê viva a Bahia Lê viva a Bahia camará Coro

Todas as informações deste site são postadas inteiramente por seus usuários e seus dados podem conter erros. O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas. Entre em contato conosco caso haja interesse em editar ou excluir alguma informação.

É proibida a reprodução das músicas encontradas em nosso site em quaisquer outros meios, sendo permitida somente a visualização das mesmas (Lei 9610/98). Todas as letras de músicas em nosso site são divulgadas apenas para fins educacionais e são propriedade de seus autores. All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.