restaurar

Por Quem Chora O Berimbau

Abadá Capoeira

Avô meu, negro de Angola Avô meu, berimbau chora Avô meu, negro de Angola Avô meu, berimbau chora Ele chora de saudade Por aqui não volta mais E nos tempos de criança Ele nunca teve paz Avô meu, negro de Angola Avô meu, berimbau chora Berimbau falou pra mim Menino que bom te ver De Valdemar tem saudades Que pena que ele morreu Avô meu, negro de Angola Avô meu, berimbau chora Também chora por Pastinha Mas nada pôde fazer Só tirar melancolia Enquanto ele viveu Avô meu, negro de Angola Avô meu, berimbau chora Chora pela capoeira Que poucos sabem entender Quanta coisa ela ainda tem De bom pra mim e você Avô meu, negro de Angola Avô meu, berimbau chora Tomara que o berimbau Um dia pare o lamento Se esqueça do sofrimento Pra capoeira vencer Avô meu, negro de Angola Avô meu, berimbau chora

Todas as informações deste site são postadas inteiramente por seus usuários e seus dados podem conter erros. O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas. Entre em contato conosco caso haja interesse em editar ou excluir alguma informação.

É proibida a reprodução das músicas encontradas em nosso site em quaisquer outros meios, sendo permitida somente a visualização das mesmas (Lei 9610/98). Todas as letras de músicas em nosso site são divulgadas apenas para fins educacionais e são propriedade de seus autores. All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.