×

Corrigir

Dama da Noite

Emílio Santiago

À noite a cidade é mais bonita
O maior pintor tenta e não imita
E até o poeta que vive na noite
Falando das coisas mais lindas
Falou que falou e ainda não se explica
Que à noite a cidade é mais caprichosa
A rua com a lua é bem mais formosa
O bar doce lar dos boêmios
Aonde os amores são gêmeos
Refúgio de quem quer viver na noite

À noite a cidade é mais bonita
O maior pintor tenta e não imita
E até o poeta que vive na noite
Falando das coisas mais lindas
Falou que falou e ainda não se explica
Que à noite a cidade é misteriosa
É dama de negro cheirando à rosa
De briga, de ódio ou de tédio
De amor, de veneno ou remédio
Eu juro que eu quero morrer na noite


Veja também



Mais tocadas

Ouvir Emílio Santiago Ouvir