×

Corrigir

Rainha do Paraná

Jacó e Jacozinho

Quando chega a primavera
Eu vejo a minha capela
Toda enfeitada de flor
A rosa me faz lembrar
Do porto paranaguá
Aquele ninho de amor.

Da igreja do rocio
Onde o romeiro pediu
Uma graça e alcançou
Não há nada mais divino
Que o rostinho cristalino
Da noite que serenou.

Era o mês de novembro
Diz a história eu me lembro
A natureza floresceu
Num lindo campo de rosas
Uma santa milagrosa
Certa noite apareceu.

Ali ergueram um santuário
Onde a virgem do rosário
Aos aflitos atendeu
Com o orvalho que caiu
Santa virgem do rocio
Esse nome recebeu.

Quando chega os marinheiros
Nossos irmãos brasileiros
No porto paranaguá
Ao deixarem o navio
Vão a igreja do rocio
Sua benção implorar.

Pedindo a felicidade
Que acalme a tempestade
Que desaba sobre o mar
Pede paz e proteção
Pra que nunca falte o pão
Na mesa de um pobre lar.

Santa virgem do rocio
Quem te vê e quem te viu
Nunca mais esquecerá
Os teus milagres profundos
Que aos filhos deste mundo
Vós não cansa de mostrar.

Pela graça recebida
A lembrança prometida
Os romeiros vão levar
Pra senhora imaculada
Que um dia foi proclamada
Rainha do paraná.


Veja também



Mais tocadas

Ouvir Jacó e Jacozinho Ouvir