restaurar

Vida No Campo

Pena Branca e Xavantinho

O galo cantou, é de manhã A barra do dia dourada vem surgindo Clareou, a passadara acordada fazendo festa Natureza sorrindo A vida no campo é fruta madura Amizade é coisa pura, é mel no coração Gado no curral, cuscuz com leite Café com queijo, eu gosto é de requeijão Vou lhe falar Não troco essa vida por nada nesse mundo Não saio desse lugar Quando é meio-dia A cigarra enche o mundo de som Na maior alegria Anoiteceu Na prosa do compadre, o bezerro Foi a onça quem comeu

comentário Deixe seu comentário

Máximo de 140 caracteres

 

Todas as informações deste site são postadas inteiramente por seus usuários e seus dados podem conter erros. O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas. Entre em contato conosco caso haja interesse em editar ou excluir alguma informação.

É proibida a reprodução das músicas encontradas em nosso site em quaisquer outros meios, sendo permitida somente a visualização das mesmas (Lei 9610/98). Todas as letras de músicas em nosso site são divulgadas apenas para fins educacionais e são propriedade de seus autores. All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.