restaurar

Pau-brasil

Lailton Araújo

Pau-Brasil Por dez vinténs vendo esse pau Que o presságio deprecia na ilusão De remoer desesperança Tendo o medo em deságio Com fuzis Já fizeram várias naus Muita tinta ?pro? vigário embalsamar As estruturas do mocambo Sendo o manto umedecido Pau-Brasil, no Brasil de ?Brasis? Pau-Brasil, no Brasil de ?Brasis? Quem não viu Criaturas num cordão Enobrecendo a desforra que perdida Nos comícios em família De Cabral ou Calcutá Mês de Abril Brilham focos mensageiros Imortais, locutores nacionais Não poetas nas novelas Das casernas sem pomar Pau-Brasil, no Brasil de ?Brasis? Pau-Brasil, no Brasil de ?Brasis? Não arrepia se da cana brota uma rosa Na ventania que a desonra bota fora É primavera no Sertão, nessa visão Quero ver nascer em Carmem, Vera, Venturosa A procissão de homem ?macho?, pensador Nas polegadas dessa faca, dessa flor

comentário Deixe seu comentário

Máximo de 140 caracteres

 

Todas as informações deste site são postadas inteiramente por seus usuários e seus dados podem conter erros. O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas. Entre em contato conosco caso haja interesse em editar ou excluir alguma informação.

É proibida a reprodução das músicas encontradas em nosso site em quaisquer outros meios, sendo permitida somente a visualização das mesmas (Lei 9610/98). Todas as letras de músicas em nosso site são divulgadas apenas para fins educacionais e são propriedade de seus autores. All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.