restaurar

a Flor Do Meu Bairro

Adelino Moreira

A flor do meu bairro Tinha o lirismo da lua Morava na minha rua Num chalé fronteiro ao meu Eu conheci O seu primeiro amor A sua primeira dor E o primeiro erro seu Lembro-me ainda O bairro inteiro sentiu A flor ingênua sumiu Com seu amor, o seu rei E eu que era Seu primeiro namorado De tão triste e apaixonado Nunca mais me enamorei Hoje depois de alguns anos Eu encontrei-me com ela Na rua dos desenganos Menos ingênua e mais bela Ela fingindo desejo A boca me ofereceu E eu paguei por um beijo Que no passado foi meu A minha história é vulgar Mas algo fica provado Nem sempre o primeiro amor É o primeiro namorado

Todas as informações deste site são postadas inteiramente por seus usuários e seus dados podem conter erros. O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas. Entre em contato conosco caso haja interesse em editar ou excluir alguma informação.

É proibida a reprodução das músicas encontradas em nosso site em quaisquer outros meios, sendo permitida somente a visualização das mesmas (Lei 9610/98). Todas as letras de músicas em nosso site são divulgadas apenas para fins educacionais e são propriedade de seus autores. All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.