restaurar

Quis conter-me, mas não pude
Revoltado com a atitude
Dessa gente original
Que pensa ser incomum
E julga todos por um
E prega sem ter moral.

Insensatos pregadores
Esses cruéis detratores
Agem quase sempre assim
São imbecis personagens
Molares das engrenagens
Que vão rouba-la de mim.

Nas suas opiniões
Eu tenho dois corações
Cada qual amando mais
Diz alguém mais entendido
Que eu tenho um só, dividido
Em duas partes iguais.

Não os temo e nem me assusto
Mesmo sabendo que o justo
Às vezes paga pelo pecador
Pois quem não deve não medra
Atire a primeira pedra
Quem não errou por amor.

Todas as informações deste site são postadas inteiramente por seus usuários e seus dados podem conter erros. O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas. Entre em contato conosco caso haja interesse em editar ou excluir alguma informação.

É proibida a reprodução das músicas encontradas em nosso site em quaisquer outros meios, sendo permitida somente a visualização das mesmas (Lei 9610/98). Todas as letras de músicas em nosso site são divulgadas apenas para fins educacionais e são propriedade de seus autores. All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.