restaurar


Moço,
Passe por outro caminho
Pois por aqui meu benzinho
Passou e vai regressar
Dois olhos brilhando mais que dois astros
Dois pés deixando dois rastros
Que ninguém deve apagar

Moço,
Passou cantando, tão bela
Que a brisa que veio com ela
Tocou a relva em flor
E as flores que circundam o caminho
Fizeram coro baixinho
Na mesma trova de amor

Moço,
Todo meu ser agoniza
Quando, de leve, ela pisa
A terra quente do chão
Parece que eu tenho dentro do peito
Um longo caminho estreito
Bem verde, um coração

Moço,
Às vezes tenho desejo
De surpreendê-la num beijo
Para ver se ela me quer...
Reflito e o meu desejo fraqueja
Temendo que ela seja
Um anjo feito mulher...

Todas as informações deste site são postadas inteiramente por seus usuários e seus dados podem conter erros. O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas. Entre em contato conosco caso haja interesse em editar ou excluir alguma informação.

É proibida a reprodução das músicas encontradas em nosso site em quaisquer outros meios, sendo permitida somente a visualização das mesmas (Lei 9610/98). Todas as letras de músicas em nosso site são divulgadas apenas para fins educacionais e são propriedade de seus autores. All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.