restaurar

Retrospecto

Adelino Moreira

O sol nesse dia brilhou, Brilho diferente, E as ruas que andavam desertas, Se encheram de gente. As aves nos ninhos cantaram, Hinos de alegria, E lá no coro da igreja, As filhas de maria. O mar que andava agitado, Ficou mais tranqüilo, E as estrelas, bem lá no céu, Brilharam com mais brilho. A lua veio mais cedo, De braços com o luar, E eu nesse dia, Beijei meu bem, no altar. Tudo que é bom dura pouco, Fiquei louco, Quando ela me deixou, Nossas brigas começaram, Nossos beijos terminaram, E o nosso amor acabou. O sol nesse dia tristonho, não apareceu, Nas ruas, nas ruas desertas, Somente andei eu, As aves tristonhas nos ninhos, Calaram seu canto, Solidarias, quem sabe, Ao meu dorido, pranto. O mar que estivera tão calmo, Pra mim num repente, As estrelas também não trouxeram, Seu brilho fulgente, A própria lua não veio, Veio somente o luar, Trazendo um lenço de franjas, Para o meu pranto enxugar.

Todas as informações deste site são postadas inteiramente por seus usuários e seus dados podem conter erros. O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas. Entre em contato conosco caso haja interesse em editar ou excluir alguma informação.

É proibida a reprodução das músicas encontradas em nosso site em quaisquer outros meios, sendo permitida somente a visualização das mesmas (Lei 9610/98). Todas as letras de músicas em nosso site são divulgadas apenas para fins educacionais e são propriedade de seus autores. All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.