restaurar

Banda

Chico Buarque

Estava a toa na vida, o meu amor me chamou Pra ver a banda passar, cantando coisas de amor A minha gente sofrida, despediu-se da dor Pra ver a banda passar, cantando coisas de amor O homem sério que contava dinheiro, parou O faroleiro que contava vantagens, parou A namorada que contava as estrelas, Parou para ver, ouvir e dar passagem A moça triste que vivia calada, sorriu A rosa triste que vivia fechada, se abriu E a meninada toda se asanhou Pra ver a banda passar, cantando coisas de amor O velho fraco se esqueceu do cansaço e pensou Qu'inda era moço pra sair no terraço e dançou A moça feia debruçou na janela Pensando que a banda tocava pra ela A marcha alegre se espalhou na avenida e insistiu A lua cheia que vivia escondida, surgiu Minha cidade toda se enfeitou Pra ver a banda passar, cantando coisas de amor Mas para meu desencanto, o que era doce acabou Tudo tomou seu lugar, depois que a banda passou E cada qual no seu canto, em cada canto uma dor Depois da banda passar cantando coisas de amor

Todas as informações deste site são postadas inteiramente por seus usuários e seus dados podem conter erros. O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas. Entre em contato conosco caso haja interesse em editar ou excluir alguma informação.

É proibida a reprodução das músicas encontradas em nosso site em quaisquer outros meios, sendo permitida somente a visualização das mesmas (Lei 9610/98). Todas as letras de músicas em nosso site são divulgadas apenas para fins educacionais e são propriedade de seus autores. All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.